Chamar de linda é fácil. Difícil é sustentar o elogio.




"Linda". "Amor". E até mesmo o já esperado "saudade".
 Elogios tão facilmente repetidos e replicados. O copiar e colar da vida. Se eu os faço? Claro. Mas não é essa a questão. A questão é sustentar cada um desses elogios. É fazer valer tudo o que os lábios (ou as teclas) dizem com entrega e atitudes. Com sentimentos sinceros, não apenas rasos egoísmos. Elogiar significa estar ao lado nas noites mal dormidas. Estar presente quando todas as intimidades já foram conhecidas. Afinal, nenhum elogio deveria existir apenas para te levar até ali. O verdadeiro elogio está em assumir o interesse que as palavras indicaram. O resto é tão facilmente repetido (e muitos outros já o fazem por aí). Por isso, sustente as suas palavras com compromissos. Senão qualquer dicionário pode facilmente substituí-lo.



Texto retirado de: http://www.homemquesente.com/blog/linda

Comentários