Um Poema Para Ler Duas Vezes




Sou parte de uma geração perdida

E nego-me a acreditar que

Posso mudar este mundo
Sei que, talvez, pareça estranho, mas
«A felicidade vem de dentro»
Na verdade, isso é uma mentira
O dinheiro faz-me feliz
E aos trinta anos direi ao meu filho que
Ele não é o mais importante na minha vida
O meu chefe saberá que

Tenho as minhas prioridades porque

O trabalho

É mais importante que

A família
Escute
Há muito tempo
As pessoas vivem em família
Mas agora
A sociedade já não será como antes
Os especialistas dizem-me que
Daqui a trinta anos celebrarei o décimo aniversário do meu divórcio
Não penso que
Viverei num país de criação própria
No futuro
A destruição do meio ambiente será normal
Ninguém acredita que
Conservaremos o nosso belo Planeta
É claro que
A minha geração já está perdida
É idiotice supor que
Existe uma esperança

Agora, leia de baixo para cima.
Este poema pode ser lido das duas formas. Elas representam caminhos contrários da nossa evolução. Você decide qual prefere.

Fonte: genial.guru
Tradução e adaptação: Alucinados Pela Vida

Comentários